Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2016

Tipos de sistemas de informação

Para cada nível organizacional existe um tipo específico de sistema de informação. No nível operacional temos os Sistemas de processamento de transações (SPT) . Em se tratando de nível tático, temos dois tipos de SI: Sistemas de informação gerencial (SIG) e Sistemas de apoio à decisão (SAD) . No topo dessa estrutura, temos o nível estratégico que está amparado por Sistemas de informação executiva (SIE) . Essa é a forma mais aceita de se dividir os sistemas de informação, de acordo com sua finalidade de uso e nível organizacional o qual irá auxiliar. SPT - Sistema de Processamento de Transações Definição: Os SPTs monitoram, coletam, armazenam e processam dados gerados em todas as transações da empresa. Esses dados são a entrada para o banco de dados da organização. Características: primeiro os dados são coletados por pessoas ou sensores que são inseridos no computador por meio de algum dispositivo de entrada. Em seguida, o sistema processa os dados de acordo com o processam

As naturezas são cadastradas no Cadastro de Naturezas e vinculadas aos parâmetros abaixo.

Parâmetros: MV_NATDINH // Natureza DINHEIRO MV_NATCHEQ // Natureza CHEQUE MV_NATCART // Natureza CARTAO DE CREDITO MV_NATTEF // Natureza CARTAO DE DEBITO AUTOMATICO MV_NATFIN // Natureza FINANCIADO MV_NATVALE // Natureza VALES MV_NATCONV // Natureza CONVENIO MV_NATOUTR // Natureza OUTRAS MV_NATCRED // Natureza CREDITO MV_NATNCC // Natureza NOTA DE CREDITO MV_NATRECE // Natureza RECEBIMENTO MV_NATDEV // Natureza DEV./TROCA MV_NATTROC //Natureza Troco

Emenda Constitucional 87/2015

Características do Requisito Descrição Efetuadas alterações para atender a emenda constitucional 87/2015. A Emenda Constitucional 87/15 altera a forma de repartição do ICMS entre os Estados de Origem e Destino da mercadoria, introduzindo o Diferencial de Alíquotas nas operações de venda, através de comércio eletrônico, para não contribuintes. Visa beneficiar com isto o Estado que recebe a mercadoria (destinatário), visto que antes o imposto ficava todo para o Estado remetente. Desta forma traz um equilíbrio maior e equipara as operações de vendas interestaduais com não contribuintes as operações de vendas interestaduais com contribuintes, já que nesta última o Diferencial já é cobrado. Apesar de estar prevendo já para 2015 a repartição entre os Estados e o calculo do diferencial de alíquotas, a EC só estará vigente a partir de 2016. Cálculo Diferencial de  alíquota Art. 155.  Compete aos Estados e ao Distrito Federal instituir impostos sobre:  II -